Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos sem altos

Saltos sem altos

Brexit

24.06.16, Ana sem saltos

Estava a brincar, não vou botar aqui discurso sobre a queda do Cameron, da libra, do euro, dos mercados, da europa, #fonixeagora? #bifesmalucos. #estamostodosfecundados. #longlivethequeenocaraças

 

 

 

13501630_10153484031661612_6371599773793484019_n.j

 

13392630_284623735219223_539713057_n.jpg

 

Hoje começo isto :)

23.06.16, Ana sem saltos

Não abdico das minis, nem dos churrascos, muito menos das bolas de berlim na praia.

Não abdico do pão com chouriço em forno a lenha.

Não abdico dos percebes e mexilhões, vinho branco e caipirinhas, ameijoas à bulhão pato e pica pau do crôa.

Maneiras que, aí vai disto, hoje começo este treino da sport zone. MIAGUARDE VERÃO!

13315714_1199522350088330_6962706703380072808_n.pn

 (20 abdominais, 40 agachamentos - esquece - 20 abdominais. Pausa. 1m em prancha, 10 burpees - já vou ver na net o que isto é - 15 flexões - esquece - 20 abdominais)

 

PORTUGAL OLÉÉÉ

22.06.16, Ana sem saltos

Antes de mais, antes de T-U-D-O, perto de mim NINGUÉM diz mal do Ronaldo pode ser?

img_cordula_20160121-145327_imagenes_md_otras_fuen

 (não preciso de dizer mais nada, pois não?)

 

Em primeiro lugar. A seleção não é só feita pelo Ronaldo. IRRITA-ME de MORTE que a seleção perca e pumbas, tudo a arrear no desgraçado do madeirence, coisa linda de sua anasemsaltos.  Se ele marca, é um ganda olé olé geral e todos somos ronaldo. Se ele falha, BUUUU para masé de fazer poses para a câmara, convencido, arrogante, e tudo e tudo e tudo. Sou contra. (E por favor cris, não ligues a esses gordalhufos invejosos da imprensa e não deixes de fazer poses, de preferência sem t-shirt). Irrita-me. Isto é um homem que fez o seu caminho sozinho, que conquistou o lugar de destaque no futebol à conta de muito trabalho. 

O homem tem bolas de ouro filhos, DE OURO. Parem lá de desdenhar o que é nosso (e é tão bom) pode ser?

images (1).jpg

images.jpg

real-madrid-and-portugal-footballer-cristiano-rona

(ganda trabalhinho oh dona dolores... )

 

E agora sim, PORTUGAAAAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

19368332_bVFTB.jpeg

 

Férias, mas férias mesmo férias daquelas férias que sim senhor, sabem a férias

21.06.16, Ana sem saltos

Antes de mais, olá a todos, não faleci nem nada que se pareça.

Muito pelo contrário.

 

As escolas dos meus filhos, pequenos e amorosos infantários, perto do mar, com pinheiros e animais que as crianças cuidam, fecham todo o mês de agosto. Ora isto implica uma gestão familiar que passa por um primeiro e terrífico ponto: tirar o grosso das férias no estupor do pior mês do ano, em que tudo entope de pessoas esfomeadas de verão, os preços disparam, e o trânsito que normalmente se verifica nas horas de ponta para lisboa, inverte a marcha e vai para as praias. O-d-e-i-o tirar férias em agosto.

image.png

Ainda assim não tenho outro remédio, e por isso tiro três semanas nesse fatídico mês, o meu marido normalmente também, e a avó leva com as crianças a semana restante.

Se sabe maravilhosamente bem estar com eles tanto tempo, sem interrupções, com idas à praia, gelados ao fim do dia, churrascos, sumos e imperiais em família? Sabe. Se descansamos? DETODO. Entre birras, idas para a praia com baldes, fraldas, iogurtes, meia tonelada de pachorra que às vezes se esgota logo ali à saída do carro, banhos, almoços, sopas, salvamentos dignos de youtube, corridas atrás de bolas, e noites (ainda) mal dormidas, a verdade é que chego ao final dessas "férias" de gatas e louca por beijar as educadoras dos meus filhos na boca.

56964476.jpg

 Isto tudo para vos dizer o quê? Que sou aquela terrível e sem remorsos mãe que tira uma semana de férias com respetivo marido, e vai para onde? Para lado nenhum, para poder gozar a maravilha que é entregar as criaturas infernais na escola e seguir caminho de chanato no pé, livro e toalha para a praia. Sem baldes. Sem carrinhos. Sem tendas para a sesta. Sem lancheiras. SEM PORRA NENHUMA. Só eu, pedaço de mau caminho que casou comigo, duas toalhas e dois livros. Ah agora temos fome. Esplanada com eles, duas imperiais geladas, caracóis ou salada de polvo. E nós regaladinhos da vida, sem nos levantarmos, conversas levadas até ao fim sem interrupções, enfim, descanso daquele verdadeiro mesmo. 

Depois de tudo isto, vamos os dois buscá-los mais cedo do que o normal, eles vêm cansados e ficam no xitex de ter o pai e a mãe juntos ali aquela hora, para um final de dia sem pressas e só com brincadeira.

É necessário repor energias, renovar o stock de paciência, ter TEMPO, esse senhor escorregadio que emigrou para sempre para o alaska desde que fui mãe. E não. Não tenho remorsos nenhuns. Os meus filhos merecem uma mãe feliz, concretizada, e descansada para o incrível desafio que é criá-los :)

fotografia 1.JPG

 

fotografia 4.JPG

 

fotografia.JPG

 

 

 

Ana sem saltos comenta #2

09.06.16, Ana sem saltos

Diz então a notícia:

 

"Não resiste à fofura dos bebés? É propositada... para o manipular

Estudo sugere que os bebés são deliberadamente ‘fofinhos’ para que o façam querer cuidar deles."

 

EUSABIA!!! 

 

Eu sempre soube que esta cena estranha e hormonal que sinto aos estoiros sempre que vejo um bebé tinha de ter uma explicação lógica. Pois com tudo o que sofri caramba! Eles são egoístas, malvados, exigentes, manipuladores, sugam-nos a alma até ao tutano!! Depois diz que quando crescem ainda se armam em bois e desprezam-nos! NÓS que os parimos, mimamos, cuidamos, amamos desmesuradamente sem qualquer tipo de retorno!!!!

Afinal existe uma explicação lógica para para isto, este instinto manhoso e fortíssimo que me leva ao AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH cheio de esgares de nervos e vontades de dar colo sempre que vejo um bebé.

Ora pois, parece que está cientificamente provado que os bebés, seres inúteis que nascem sem qualquer tipo de instinto de sobrevivência, vêm equipados de uma cena chamada fofice. Ora fofice é tipo um gás potente e viciante, que faz com que um adulto (especialmente se for o progenitor mas não é obrigatório de o seja), fique todo armado em protetor e cuidador, em "que se lixe o eu primeiro estás tu suacoisamaifofablublublubluuuu". Porque sorriem, têm mãos sapudas amorosas, caiem de rabo com a fralda no chão, cheiram bem, aninham-se em nós, oh céus, há lá coisa mais querida que um bebé?...............................

 

 

fotografia 1.JPG

 

(as mãããããos!!!)

fotografia 2.JPG

 

(os pééééés!!!)

fotografia 3.JPG

 

( O rabo de fraaaaaaalda!!!)

 

fotografia 4.JPG

(AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH VOUTECOMERCOISAQUERIDAEMAQUIAVÉLICADAMÃE!!!) 

(by the way estas fotos foram tiradas ontem. depois do trabalho, claro está :) E o mais velho, perguntam vocês?...)

fotografia.JPG

 (aqui está ele, foquinha querida da mãe <3)

 

 Vejam tudo aqui.

 

 

 

 

I'm back

08.06.16, Ana sem saltos

A ausência explicada em imagens.

fotografia 4.JPG

fotografia 3.JPG

 (o meu mais velho a seguir as passadas dos tios <3)

fotografia 1.JPG

 

fotografia 5.JPG

 (e derepente eles deixam de ser rivais e começam a ser inseparáveis e amigos. Coração aos estoiros)

 

Já falei mais do que uma vez da minha relação com o sol. Aliás, da minha relação comigo mesma com a chegada do sol.

Epá, derepente sou feliz, acreditam nisto? Venho avenida fora a ouvir música, expectante com o dia que lá vem, ao final do dia tenho vontade de beijar os meus miúdos na boca, em vez de lhes pregar berros a cada fita. O dia acaba na rua e isso é tudo de bom. Dêm-me minis e tremoços e sou uma mulher feliz.

Aproveitei ainda uma destas horas de almoço para ir dar um giro à feira do livro, comi perceves e dei a experimentar caracóis ao mais novo (MÓ CÓQUI MÓ CÓQUI!!!!! Amou, temo agora pelo momento em que ele encontre um caracol vivo no jardim).

fotografia 5.JPG

 

fotografia 4.JPG

 

Todo este mood ai que bom que é viver e amo os meus filhos e tudo mais, desperta em mim um outro lado do qual também já vos falei. Fico com vontade de atirar tudo pelo ar, meter um chinelo no pé, plantar 4 alfaces e virar hippie de vez. Desprendimento total de tudo, crianças badalhocas e felizes, que, na verdade, é como gosto de os ver.

(Vejam esta senhora, minha inspiração no instagram, a cada post dela fico com vontade de chegar ao escritório e dizer - Pessoal engravatado, fui, vou plantar batatas e cenouras, quero que os meus filhos deixem de usar sapatos e tomem conta de passarinhos bebés).

Por falar em passarinhos bebés, vejam o que salvavam na escola no meu mais velho quando cheguei para o apanhar: 

fotografia 3.JPG

Não se ralem que este mood passa-me com a chegada da conta da edp, o fim do creme da noite, ou uma espreitadela no site da zara.

Esta minha dualidade mata-me. Quem sou eu afinal?