Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saltos sem altos

Saltos sem altos

Por uma vida saudável

11.04.16, Ana sem saltos

Preocupo-me hoje, já passados os 30, e com dois filhos pequenos, com algo que nunca foi uma preocupação assim relevante na minha vida: a saúde (facil não nos preocuparmos com o que damos por garantido). Na verdade, quando penso em mim, Oh céus, onde andas tu saúde?? Não faço desporto para além da (enorme) ginástica que é precisa para cuidar de dois seres pequenos e frenéticos (e suicidas). Consigo passar semanas (e não estou a exagerar) sem beber água. Bebo antes sumos e minis, cúmulo do saudável. A minha alimentação não é má mas podia ser incomparavelmente melhor.

Com os miúdos tento ter cuidado, e tenho sorte de morar no campo, onde abundam mercearias com produtos biológicos, tipo alfaces com lesmas e terra. Nas escolas também sei que a alimentação é cuidada. Mas depois, oh depois, o meu filho mais velho padece de um enromíssimo vício, designado por si mesmo como coijasboas. Ora por coijasboas entendam-se: gomas. Gelados. Chocolates. Bolachas. E na falta de tudo isto nada que uma colher de açucar não resolva. Isto é cansativo de lidar, estamos em permanente guerra com ele, e invarivalmente, num dia mais difícil, depois de birras, mails, comboio e compras ele vence pelo cansaço. Por isso iniciamos há uns tempos uma guerra contra o açucar. 

Hoje para sobremesa empenhei-me com distinção: morangos às rodelas, quadrados de gelatina e sementes de chia.

IMG_5474.JPG

 

Mandou-me comer a mim. (e amuou, mas que raio de coija boa é esta?)

Vou-vos pondo a par desta guerra.

Entretanto e para compensar, nada como o pôr a correr na rua, já de pijama mas devidamente agasalhado.

IMG_5524.JPG

(Ando a indagar sobre paleos, yogas, detoxes, veggans... e por aí? Vidas saudáveis?)

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.