Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saltos sem altos

Saltos sem altos

A esquizofrenia dos dias iguais

13.04.20, Ana sem saltos
Não sei quanto a vocês, mas por aqui a bipolaridade atingiu o pico máximo do surto. (perceberam? pico? surto? cheia de piada, eu.)   Acordo dia sim dia não cheia de esperança, e isto vai passar, e vamos todos aprender imenso, e o planeta está a respirar, e vamos dar valor ao mais importante com novas prioridades a ganharem um posto que deveria ter sido sempre o elas. No dia não sou afogada por um turbilhão de angústias e espirais de pensamentos e sentimentos obsessivos e nada (...)

Quarentena - #dia cento e vinte e quatro mil duzentos e oitenta e seis

23.03.20, Ana sem saltos
(atualizando stock de vitamina D)   Não é esse o dia, mas parece, e eu até tenho a sorte de viver no campo o que torna a quarentena bem mais suportável. Isto para vos dizer que estou viva e de saúde, capaz de jurar que não toco em atum até junho 2045; os meus filhos, surpreendentemente, até estão a gostar disto, o que significa que qualquer coisa estamos a fazer bem. (tá tranquilo, tá favorável)   As coisas não são perfeitas como tantas vezes queremos fazer parecer, mas (...)

Positivismo em tempos de crise

17.03.20, Ana sem saltos
Acordemos o blogue, que de quarentena já basto eu. Falemos do inefalado, tema único e exclusivo, jamais debatidos por estas redes fora, prova magnificente de uma autonomia de espírito BRUTAL: corona vírus. (saudades tuas, portador de voz magnífica <3)   Estamos todos (ou quase todos) fechados em casa a fritar a pipoca com os contadores das notícias, os miúdos em modo #fucktherules #whosthebossnow, os empregos em risco, o medo, esse grande senhor da vida (que também os há) a (...)

Foco, fé, e foª§#-se - Trilogia do F

11.11.19, Ana sem saltos
*Disclaimer: este post contem palavras não apropriadas a menores de idade. Não obstante, o conteúdo é elixir da mais pura sabedoria.   Tenho a certeza absoluta que todos nós já passamos por fases menos boas na vida. Não estou a dar novidade nenhuma, a tristeza, quer queiramos, quer não, é um elemento que tende a aparecer, e às vezes de forma totalmente inusitada, quando menos esperamos. O primeiro grande erro que me tenho dado conta nesta longuíssima jornada de vida é não (...)

Greta e o bestialismo online

27.09.19, Ana sem saltos
Uma pessoa está décadas sem escrever até se ver obrigada a debitar prosa sobre a polémica tão afamada dos últimos tempos. Que a miúda sueca tem o seu ar kreepy, tem. Que existirão interesses de adultos por de trás da criança que nos ralha, também não tenho muitas duvidas, o meu lado naife já conheceu melhores dias. Que o seu discurso é inflamado e derrotista, ali a roçar o dramático, o que, por mais que eu goste de um bom drama, pode diminuir a sua eficácia, ora isso (...)

Viver o agora

25.07.19, Ana sem saltos
Já repararam na dificuldade MONUMENTAL que existe no simples ato de viver o agora? Falácia grotesca esta, ora vejamos, que hipótese temos nós se não habitar no presente? A questão é que muitas vezes o presente passa todo morninho, porque ficamos algures lá atrás a marinar e remarinar o já vivido, todos ahhhh dantes é que era! E vai na volta, quando o dantes era agora nem o estávamos a viver com todo o esplendor, se calhar enfiados num outro qualquer antes, antes desse antes. ( (...)

Rage Yoga - WTF OOOOMMMMMMMMM

19.07.19, Ana sem saltos
Acho muito interessante as pessoas que dizem yôga, em vez de yóga, muito embora eu diga yóga. Achei relevante esta observação para dar início a este tema. Então consta que há por aí um novo tipo de yoga (fica assim, leiam como o vosso intelecto vos manda, que eu sou toda por liberdade), chamado... Rage yoga. Achei isto o cúmulo do bombástico, e isto porque o meu pequeno pediu-me (pediu-me não fui eu que o obriguei) para fazer yoga na escola. Achei que era apenas uma coisa dita (...)

Isto de escrever

10.07.19, Ana sem saltos
A minha paixão pela escrita começou logo ali nos primórdios do a e i o u. Tive diários desde que me sei gente, onde escrevia coisas tão fabulosas como "Querido Diário, Hoje comi chocapic de manhã e era suposto ter sido eu a ficar com a caixa para ler mas a minha mana ficou de novo, fiquei tão zangada." que foram evoluindo para estados de adolescência e todo o amontoado de dúvidas que é parido nessa fase, 15 toneladas de paixões sempre não correspondidas, que me faziam sentir (...)

O meu filho tem medo

26.06.19, Ana sem saltos
Falemos de medos, caríssimos. Em primeiro lugar, aqui a sábia filósofa vai debitar sabedoria, estão prontos? Não é a ausência de medo que faz o corajoso. (E esta, heim?)   Falando a sério. Há um certo preconceito em redor do medo, quem tem medo é mariquinhas, temos de ser bravos e nada temer. Ora isto é um valentíssimo erro e é porque, na verdade, quem não tem medo significa que nada tem a perder, maneiras que pouca coragem existirá nas suas ações. Coragem vem de quem (...)

É preciso falar disto - Salvar vidas não é crime

17.06.19, Ana sem saltos
Agora falando a sério, muito a sério. Por norma utilizo este blogue para descarregar energias, transformar os pequenos acontecimentos da vida em algo memorável, humorável, amorável. Este tema não é nenhum dos três. O Miguel é um miúdo que, ao contrário da grande parte de nós - eu incluída assumidamente nesse pacote - decidiu não ficar apenas escandalizado com as tragédias que acontecem no mundo, e pôs mãos à obra. Neste caso em específico, falamos das crises (...)