Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saltos sem altos

Saltos sem altos

Vantagens de morar no campo (as principais)

20.04.16, Ana sem saltos

cordar de manhã, população masculina que habita lá por casa ainda dormir. 

 

10954452_10153616595128452_8958025500746533549_n.j

 

Sentar-me lá fora, lusco fusco já a fazer prever os dias compridos do verão, respirar fundo e ouvir a passarinhada desvairada aos guinchos pela manhã. Balde de café para engrenar os neurónios.

meme1416380153url.jpg

 (confere) 

 

Esta é (apenas) uma das vantagens de morar no campo. Há mais. Tantas mais que compensam o tempo gasto em transportes:

 

1) Fonte de imunidades

IMG_5060.JPG

 (terraterraterraterraterraterraterraterraterra - mente de uma criança de ano e meio)

319343_10151365756358452_968629596_n.jpg

 (cocktail de pó, areia e cenas. #vontadedeengolirestespés)

 

Não há melhor vitamina/vacina/tratamento de prevenção do que a rua. Se a rua tiver cheia de terra, pedras, bichos, paus, pinhas e pinhões ainda melhor.

Apesar de ficarem doentes, como qualquer criança, nos meus filhos é raríssimo a coisa não passar por si. E rápido. E tenho a certeza que os bichos de conta que eles engolem são responsáveis por isso.

O meu pequeno tem tido mais chatices de pulmões, resultado da tosse convulsa que apanhou com 2 meses. Mas o mais velho, babes, a primeira vez que tomou antibiótico foi com três anos e porque todos tivemos de tomar, como prevenção à tosse convulsa. 

Adoro poder chegar a casa, atirar triciolos, pás e baldes para o terraço e deixar passar o tempo até à hora do banho. Só considero missão cumprida se a àgua acabar castanha.

 

2) Saio de casa, vou trabalhar, chegou a casa ESTOU DE FÉRIAS

 

Ora sendo eu uma vaidosona do piorio, que o sou, há um hippie desgrenhado e piolhento que mora em mim. Não são poucas a vezes em que me imagino a mandar tudo ao real cocó e arrancar para bem longe de tudo. Eu, os meus homens. E uma horta. E o mar. E uma casa daquelas que agora se fazem todas bio de barro, palha e estrume.

hippie-commune-bedtime-stories.jpg

(menos... muito menos) 

 

Como também gosto de uma Zara, MacDonald's, sushi e cremes da cara, a opção que tomamos foi a mais acertada: suficientemente perto, e suficientemente longe.

A sensação de estar de férias (sabem aquele cheiro a mar no verão e lareira no inverno?) é algo que me acontece TODOS os dias. Aliás, o meu bronze começa bem antes da época balnear, junto à magnífica piscina que monto lá em casa normalmente logo em março (este ano são pedro resolveu adormecer em dezembro). Adoro ver todos com cor de lula e eu castanha em meados de maio. (#omeuladocabra)

 

Mas há mais. Há muito mais... Mas se calhar hoje ficamos por aqui.

10464061_10152985021163452_5346062061517419705_n.j

 

IMG_1855.JPG

IMG_3055.JPG

 (dias de semana - no verão, claro está - como outro qualquer) 

 

5 comentários

Comentar post